18 de novembro de 2008

Por que não escrevo?

Faz algum tempo que não tenho conseguido escrever como antes aqui. E não é por falta de assunto!

Então comecei a me perguntar o que estaria acontecendo, já que recentemente tinha escrito sobre os benefícios que este blog me trouxe.

Reli um post do Exercício da Mente (Lá vou eu citá-la mais uma vez! Sorry...)
Conclui que havia atingido um nível de exposição que eu não tinha previsto e que infelizmente isso estava acabando com minha espontaneidade. Comecei a medir minhas palavras, os assuntos...

Resolvi mudar um pouco o foco. Ainda que eu me exponha muito, esse é um blog "anônimo". Não pretendo me impedir de conhecer pessoas e fazer novos amigos. Mas vou diminuir a ligação com o Leonardo de fora da blogosfera... Apenas para que postar aqui não deixe de ser algo natural e prazeroso para mim.

नमस्ते

8 comentários:

Eu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eu disse...

Acho que você é o leitor mais fiel do meu blog. Obrigada pelas citações, assim meu blog fica mais visitado.

Mudando completamente de assunto, vc usa msn?

beijos

Eu
http://exerciciodamente.blogspot.com/

Marina disse...

Isso tem acontecido, de certa forma, comigo. Na época em que eu escrevia para mim, conseguia postar sem pensar muito. Contava situações engraçadas ou simplesmente devaneios. Não que eu tenha alcançado um alto nível de visitantes, mas fico temerosa em me expor demais. Resultado: penso demais e não escrevo. Adeus, inspiração. Agora só falo por metáforas e, quando elas não vêm, não falo.

Espero que você supere isso. Abraço!

Lua disse...

É complicado se expor, mas eh bacana também. Eu uso o meu blog com certo equilibrio e sempre que escrevo, escrevo mais porque gosto e do que gosto ao invés de falar sobre mim. Sempre procuro pensar se é relevante o que estou escrevendo ou se eh apenas um diário chato sobre meus problemas..

Essa é a forma como eu conduzo pq meu objetivo eh descontrair minha mente e a dos meus singelos leitores com assuntos interessantes e dentro do universo que gosto, que eh a psicologia, comunicação e artes.
Mas te digo que lendo teu blog, mesmo te expondo algumas vezes, consegues ter a sutileza na hora de escrever e todas as coisas se tornam muito leves, por isso relaxe! Além disso, por se tratar de um homem escrevendo tão sinceramente, sai um pouco do lugar comum..o que também eh bem interessante pro leitor ;-)

Te adicionei nos meus favoritos! Passa no Cartolas pra me visitar de vez em quando.

abraços
Lua

Calcinha combinando... disse...

Sentindo falta dos seus comentários e curiooooooooooosa pra saber como andam as histórias.
Como sempre, continuo na torcida!!!!
Bjus

Isa disse...

Isso acontece mesmo...é ruim, né?! Ficamos pensando sobre o que as pessoas vão pensar depois de ler o que escrevemos e aí acaba ficando chato.
Boa idéia, desconectar um pouco ajuda ser mais espontâneo.
bjus

Musa Louca disse...

A questão é que você precisa de uma motivação externa para voltar a se expor. No meu caso, foi o final de um relacionamento sério de anos que me consumiu e me podou de certas formas. Por isso, resolvi voltar e conhecer novos blogs. Por favor, continue, eu achei o seu muito interessante. :)

Beijos.

Gis disse...

Bem, quem sou eu pra falar, logo eu que me exponho um monte. rsrs Mas talvez por isso tenha propriedade no assunto! hehe Olha, eu confesso que tem muita coisa que eu gostaria de dizer e não digo, porque sei que ia afetar outras pessoas e não é isso que eu quero com o blog, mas ao mesmo tempo, acho que as pessoas gostam de ir na caixa de gis justamente porque eu abro meu coração. Sinceramente, eu só voltei aqui porque percebia esta verdade nos teus textos e isso é o teu diferencial (pelo menos pra mim). Sim, pode ser que tenha gente que se meta da sua vida, porque quando a gente escreve abre espaço pra isso, mas eu até hoje só tive comentários que me ajudaram a crescer. Acho que quando as pessoas discordam radicalmente da gente, elas acabam não postando em respeito às decisões tomadas. É o que eu faço. Posso achar uma pisada na bola o que a pessoa fez, mas ela é que sabe da sua vida, o pq de ter feito isso e será ela a viver as conseqüências dos seus atos. Quem sou eu pra julgar! Só falaria se me pedissem a opinião. Beijos e fica bem!